Quarta-feira, 6 de Junho de 2007

A reacção das bolsas ao BCE

As bolsas caíram. E se os mercados têm sempre razão, a decisão do BCE pode não ter sido a mais adequada. Os analistas dizem que os investidores estão a "fugir" das acções por recearem que a subida das taxas na área do euro sem perspectiva de descida nos Estados Unidos prejudique os resultados das empresas e a onda de compras em que se vive. Ou seja, o BCE está a abrandar a economia.

 

Mas será que se pode dizer isso? A animação bolsista já durava há algum tempo, quatro anos talvez. Em Portugal viveu-se ou vive-se tempos de grande euforia com a conversa sobre acções a massificar-se.

 

Há sempre a possibilidade de o BCE ter decidido subir as taxas de juro não pelas ameaças de pressões inflacionistas - onde estão elas? - mas para fazer o que diz que não faz.

 

Um hipótese é estar a tentar moderar a euforia que se vive no mercado de capitais - o tal debate que marcou tanto o fim da bolha das "dotcom", se a política de taxas d ejuro deve ou não levar em consideração o preço dos activos financeiros.

 

A outra hipótese é a de estar a gerir a queda do dólar.

 

Falar de pressões inflacionistas como a razão da subida das taxas é que me parece um pouco exagerado. As condições monetárias da área do euro estão hoje mais restritivas que em Março, a última subida das taxas de juro, exactamente devido à apreciação do euro.

 

Esperemos que o BCE não esteja de novo a cometer o erro de 2001 quando considerou que a área do euro era imune ao abrandamento da economia norte-americana - uma afirmação de Wim Duisenberg. Afinal não era... E tiveram depois de descer rapidamente as taxas de juro.

Publicado por Helena Garrido às 22:52
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Contacto

helena_garrido@sapo.pt

Entradas recentes

...

FMI: muitas medidas, pouc...

Inflação e lei laboral

O adeus a Tony Blair

Flexisegurança, Portugal ...

O preço da (in)justiça so...

O maravilhoso mundo novo

Sarkozy e a vantagem de s...

Privatização da REN com p...

E assim se cumpriu o dest...

Temas

aeroporto

automóvel

banca

bce

bcp

conjuntura

desemprego

desigualdade

edp

educação

emprego

energia

flexisegurança

governo

inflação

media

ota

saúde

semana prevista

união europeia

todas as tags

Pesquisar

 

subscrever feeds