Sexta-feira, 1 de Junho de 2007

BCP muda estratégia

O BCP abandona a sua estratégia de expnsão por aquisições que marcou mais de 20 anos da sua história. O presidente do BCP, Paulo Teixeira Pinto assim o diz.

 

"Crescimento orgânico", sinónimo de crescer por conquista de mercado e não através da compra de outras instituições, parece uma impossibilidade num país como Portugal, onde o mercado bancário está maduro. O BES apostou nessa estratégia desde sempre e pouco cresceu se compararmos o seu percurso com o do BCP.

 

Fica a pergunta: Para quem vão os recursos que o BCP tinha para aplicar na sua expansão?

Temas: ,
Publicado por Helena Garrido às 20:08
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Contacto

helena_garrido@sapo.pt

Entradas recentes

...

FMI: muitas medidas, pouc...

Inflação e lei laboral

O adeus a Tony Blair

Flexisegurança, Portugal ...

O preço da (in)justiça so...

O maravilhoso mundo novo

Sarkozy e a vantagem de s...

Privatização da REN com p...

E assim se cumpriu o dest...

Temas

aeroporto

automóvel

banca

bce

bcp

conjuntura

desemprego

desigualdade

edp

educação

emprego

energia

flexisegurança

governo

inflação

media

ota

saúde

semana prevista

união europeia

todas as tags

Pesquisar

 

subscrever feeds