Sexta-feira, 1 de Junho de 2007

Aí vêm pensões mais baixas

Entrou hoje em vigor a designada nova lei da segurança social publicada a 10 de Maio.

São três as suas orientações fundametais:

1. A partir de 2008 o cálculo da pensão é feito tendo em conta toda a carreira contributiva para quem iniciou "descontos" a partir de 2002. Há um regime especial para quem se inscreveu antes de 2001 e se vai reformar até 2016 e para todos os outros.

2. O montante final da reforma depende da esperança média de vida aos 65 anos. Quem se quiser reformar aos 65 anos terá de escolher entre receber menos ou trabalhar mais anos.

 

A OCDE vai publicar dia 7 de Junho o documento "Pensions at a glance" alertando já para a necessidade de poupar mais para enfrentar os tempos de reforma. O corte nos benefícios futuros são da ordem dos 30% para os portugueses quando se compara o que tinham com o que agora oferecem as novas regras, de acordo com dados da OCDE. Vamos esperar pelo estudo. O certo é que teremos de poupar mais.

Publicado por Helena Garrido às 19:19
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Contacto

helena_garrido@sapo.pt

Entradas recentes

...

FMI: muitas medidas, pouc...

Inflação e lei laboral

O adeus a Tony Blair

Flexisegurança, Portugal ...

O preço da (in)justiça so...

O maravilhoso mundo novo

Sarkozy e a vantagem de s...

Privatização da REN com p...

E assim se cumpriu o dest...

Temas

aeroporto

automóvel

banca

bce

bcp

conjuntura

desemprego

desigualdade

edp

educação

emprego

energia

flexisegurança

governo

inflação

media

ota

saúde

semana prevista

união europeia

todas as tags

Pesquisar

 

subscrever feeds